Rubens Teixeira

Blog Pessoal

Deputado comete crimes, é julgado por juízes que parte do povo não confia e perdoado por presidente que não cumpre a lei.

Em meio a um cardápio de ilegalidades, há cidadãos que escolhem a de sua preferência. Assim, a sociedade divide-se em alguns grupos que defendem políticos que agem contra a lei.

Mas ainda há pessoas que não aderem a qualquer destes grupos, mas buscam o respeito à Constituição, às leis e ao país.

Estas pessoas sensatas sabem que em uma democracia há caminhos para mudar os destinos do país.

As soluções inteligentes não são as criminosas usadas por grupo que se identifica como de esquerda, nem as opções igualmente delituosas usadas por grupo que se identifica como de direita.

Se loucura fosse solução para a humanidade, os hospícios seriam centros de pesquisa e de soluções de excelência.

Nem a Bíblia, nem os manuais acadêmicos, nem os de estratégia apontam a loucura como caminho regular para se chegar às melhores soluções.

O Brasil precisa de quem proponha soluções para construir o que falta e aperfeiçoar o que já existe, não de loucos que incentivem a destruição do país.

Enquanto muitos batem boca em prol dos seus criminosos preferidos, outros tantos passam fome no país que alimenta boa parte do mundo. Isto é o retrato de um país mergulhado na má gestão e na desordem.

Quem defende o progresso do país sabe que pior do que o mau funcionamento das instituições seria a ausência delas, como pretendem os líderes que se valem da desordem como método de fazer política. Estes políticos desordeiros geram enormes tensões na sociedade, não sabem solucionar os principais problemas do país, mas também não se interessam em buscar soluções. Todavia, seduzem seguidores apaixonados que terminam tendo a capacidade de discernimento afetada.

Estes políticos que se valem de práticas que humilham o nosso pais, destroem o bem estar do nosso povo, leva-o a tensões desnecessárias e a fome, mas não propõem nada para trazer de fato o bem estar ao povo brasileiro, geraram enorme bagunça em nossa economia e não dão sinais de que querem reorganizá-la.

Estes grupos políticos não se dão conta de que as confusões de momento que eles mesmos criam, para desviar o foco do povo, só tiram a atenção de parte da população até as próximas compras no supermercado. A inflação, terrivelmente corrosiva e perversa, não deixa prosperar, como tema prioritário, qualquer outra pauta criada artificialmente, por meio de confusões premeditadas, para desviar a atenção do povo do que de fato interessa ao país.

As pessoas não querem mais confusões. Querem emprego, alimento acessível, saúde, educação para seus filhos e bem estar para as suas famílias, com muita paz.